Um "Mar" de Oportunidades para a Redução dos Custos Logísticos
Alterar o tamanho: -A A+

 

         Um "Mar" de Oportunidades para a Redução dos Custos Logísticos

Artigo escrito por Marco Antonio Oliveira Neves, Diretor da Tigerlog Consultoria e Treinamento em Logística Ltda

 

Precisando reduzir seus custos logísticos? Em momentos difíceis como esse que vivemos atualmente, somos todos convocados para colaborar na redução de custos.

 

Você sabia que existe, à sua frente, um verdadeiro "mar" de oportunidades para a otimização de resultados? Infelizmente não as enxergamos claramente, pois estamos "mergulhados" na desgastante rotina diária, que nos "emburrece" continuamente, e que impede de agirmos de forma inteligente, verdadeira e definitiva.

 

Normalmente adotamos os caminhos mais simples e mais rápidos para reduzir custos logísticos. Obviamente, é mais fácil adotar práticas "terroristas" junto aos nossos parceiros em logística e transportes, e pressioná-los para reduzir ou manter suas tarifas. Definitivamente, essa não é a única e nem a melhor forma de reduzir custos no médio e longo prazo. Pelo contrário, os efeitos futuros contribuirão para alimentar ainda mais o ciclo "pernicioso" dos custos logísticos.

 

Amplie seu horizonte de visão. Olhe para dentro, olhe para fora. Observe, por exemplo, as oportunidades existentes em sua gestão de estoques, tanto de matérias-primas como de produtos em processo e produtos acabados. Apenas aí existem milhões de Reais em oportunidades. O que é possível ser feito, internamente, em termos de previsão de vendas, planejamento de produção, negociação com Fornecedores, algoritmos de reposição de estoques (lote econômico, lote mínimo e máximo, estoque objetivo, etc.), modelos de atendimento a Clientes, etc.? Reconheço que é um caminho complexo, demorado, difícil de lidar, mas com certeza, os frutos colhidos serão realmente significativos.

 

Mas, olhe também para a sua logística reversa, aquela, que antes quase nada representava, e que hoje já incomoda bastante. O que pode ser feito?

 

Olhe para seu armazém. Os processos não podem ser racionalizados e simplificados? Não existem oportunidades para melhorar a produtividade da mão de obra e dos equipamentos de movimentação? Não existem possibilidades para a otimização do espaço cúbico? Seu WMS é adequado à operação e está sendo corretamente utilizado?

 

E aqueles gastos adicionais com transportes, referentes a reentregas, estadias, multas de Clientes, avarias, furtos, extravios, etc., que chegam a gerar pagamentos de fretes 10% a 20% superiores ao previsto? Você tem um claro entendimento desses gastos e um controle confiável? A sua solução TMS é amplamente aplicada ou ainda existem muitos controles manuais?

 

E a "sopa de letrinhas" que se transformou a tarifa de fretes, com TDE, TRT, TDA, Sefaz, taxa para emissão de CTRC, taxa para compensão de avarias, taxa para paletização, taxa para veículo dedicado, taxa para entregas emergenciais, diária de estocagem, etc.? Está tudo claro para você?

 

E a questão fiscal / tributária na logística? Ela é explorada a fundo na sua empresa?

 

A pressão sobre os custos logísticos será cada vez maior, seja pela questão das restrições operacionais, pelas dificuldades criadas em função dos "gargalos" logísticos, pelas leis "verdes", pelo aumento do custo da mão de obra, etc. Como você está lidando com isso e de que forma está se preparando para o futuro?

 

Você acredita que um exército de bombeiros bem intencionados dará conta desse "mar" de oportunidades? Quantas pessoas, na sua equipe, contam com tempo para um "ócio criativo", voltado à inovação, que permita desenvolver e implantar soluções voltadas à redução custos e maior nível de serviço?

 

Você pretende provocar um verdadeiro "tsunami" de redução de custos logísticos na sua empresa, ou se contentará com uma "marolinha"?

 

Quer transformar isso em um evento único, pontual, ou em um projeto de melhoria contínua?

 

A escolha é sua. As consequências também.

 

Capacite seus recursos. Desenvolva uma cultura de resultados de curto, médio e longo prazo. Incorpore a visão de melhoria contínua junto à sua equipe. Tenha indicadores e metas. Use a abuse das ferramentas da qualidade total. Trabalhe de forma colaborativa com seus parceiros logísticos. Tenha uma área de Projetos Logísticos ou profissionais aptos a isso.

 

Bom trabalho! Boa sorte! Sucesso!

Autor: Artigo escrito por Marco Antonio Oliveira Neves, Diretor da Tigerlog Consultoria e Treinamento em Logística Ltda

Fonte: Marco Antonio Oliveira Neves

Veja também:

Faça o login para ter acesso a conteúdos exclusivos.


Logística Fiscal / Tributária -...

25/05 - R$780,00. » Mais informações